Ambientes Externos

A história da cerâmica no Brasil

A cerâmica é um dos materiais mais antigos produzido pelo homem. Quando falamos em revestimentos, a resistência é uma das suas principais características. A cerâmica permite inúmeras opções de estilos de design, e dá diversas possibilidades de combinações para ambientes comerciais ou residenciais, além de atender às necessidades técnicas e estéticas esperados por quem a adquire.

Neste artigo, vamos descobrir um pouco da história desse material, produzido há cerca de 10-15 mil anos. Vamos lá?

A cerâmica começou a ser utilizada desde os tempos antigos, na construção de casas, vasilhas, armazenamento de alimentos, vinhos, óleos, perfumes e até como superfície para escrita. Hoje, ela é utilizada para o desenvolvimento de atividades artísticas, como vasos e esculturas, ou para atividades industriais, onde são produzidos revestimentos para uso na construção civil e na engenharia, devido a sua durabilidade.

As primeiras cerâmicas vieram da pré-história: vasos de barro com cor de argila natural. A cerâmica artística ou para a construção surgiram na Antiguidade, apenas em centros comerciais.

No Brasil, estudos mostram que o uso da cerâmica se iniciou na Ilha de Marajó, no Pará. Os vasos e artes eram feitos pelos indígenas que habitavam a ilha, se tornando uma das primeiras aparições da cerâmica no Brasil. As artes eram sofisticadas e muito detalhadas.

Com o tempo, principalmente no Oriente Médio, a sociedade percebeu que o uso da cerâmica para revestir pisos e paredes trazia inúmeras vantagens. A popularidade veio em meados do século XX, após a Revolução Industrial, quando a produção em larga escala tornou o revestimento cerâmico acessível para toda população, e não apenas para a nobreza.

A colonização de Portugal também influenciou na chegada de revestimentos cerâmicos no Brasil. Normalmente, as placas cerâmicas eram trazidas em forma de “painéis” e eram utilizados como decoração, retratando paisagens e cenas bíblicas de Portugal.

No Brasil, a abundância da matéria prima principal da cerâmica, a argila, estimulou o crescimento desse mercado, com características específicas para se adaptar ou compor diferentes ambientes. De início, o material era utilizado apenas para revestir ambientes internos, como decoração. Aos poucos, começaram a revestir fachadas devido suas qualidades antitérmicas e de durabilidade. O uso se popularizou principalmente no Norte, Nordeste e Rio de Janeiro.

Atualmente existe uma variedade de produtos cerâmicos para atender aos mais diversos projetos. O Brasil é considerado pela Anfacer (Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica) um dos principais produtores mundiais de cerâmica.

A história da Gail se iniciou em 1812, na Alemanha, e atravessou fronteiras, até chegar ao Brasil na década de 70. Líder nacional em revestimentos cerâmicos extrudados de alta performance, para pisos e paredes em ambientes internos e externos, com competência técnica e sistemas únicos para obras diferenciadas. Muito mais que cerâmica, busca entender a necessidade do cliente para viabilizar praticidade e funcionalidade aos projetos.

Tradição para fabricar placas cerâmicas de alto padrão e inovação tecnológica para encontrar novas maneiras de revestir com qualidade.

Deixe o seu comentário

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.