manchas de umidade
Ambientes Externos

Como surgem as manchas de umidade e como evitá-las?

Mancha de umidade é uma patologia que ocorre geralmente quando o revestimento cerâmico é instalado em condições aceleradas, quando algumas etapas do processo não são respeitadas ou quando há problemas de infiltração.

A principal causa das manchas é a umidade que fica no contrapiso e que não é eliminada posteriormente. Falta, falhas e trincas em rejuntes também são causas de manchas de umidade, pois são pontos passíveis de infiltração de água. Outro sintoma de presença de umidade são as eflorescências, uma espécie de depósito de cristais provenientes de sais que estavam dissolvidos na água e que, após sua evaporação, formam manchas na superfície.

Toda base de concreto deve secar completamente antes de se executar a camada posterior. Se esta umidade não for eliminada, consequentemente ela ficará retida abaixo do revestimento cerâmico. Como a argamassa colante e o contrapiso são porosos e permeáveis, haverá um caminho livre para a água migrar lentamente até a superfície e ficar barrada no revestimento cerâmico.

Como a placa cerâmica, por sua vez, não é permeável, a umidade fica retida sob o revestimento. Caso haja algum tipo de acabamento, como uma capa de esmalte cerâmico opaca, por exemplo, não será possível perceber a presença de água.

Já no caso das cerâmicas naturais, isto é, não esmaltadas ou, ainda, com uma camada de esmalte transparente, a mancha de umidade ficará visível.

Esta umidade retida sob o revestimento cerâmico não é eliminada naturalmente com facilidade, pois ela não consegue permear a cerâmica. O processo de secagem é lento, podendo mesmo não ocorrer em casos de extrema umidade. O processo para eliminação acelerada desta umidade deve ser feito por profissional especializado.

Requisitos mínimos para evitar as manchas de umidade

Deixe a base de concreto secar por, pelo menos, 28 dias antes de fazer qualquer tipo de regularização. Se o concreto molhar depois destes 28 dias, deixar que ele seque por, pelo menos, mais 24 horas, para só então regularizar.

O contrapiso deve secar por 7 dias antes de assentar, caso chova ou molhe o piso assentado, iniciar a contagem de 7 dias após o término da chuva. Mesmo assim verificar se está realmente seco antes de iniciar o assentamento. Quando está seco, o contrapiso tem uma tonalidade mais clara que o úmido ou molhado.

O rejunte deve ser feito somente 3 dias depois do assentamento. Caso chova ou molhe o piso assentado, não rejuntar antes da total eliminação da umidade absorvida.

Como já abordamos, o contrapiso é poroso e absorve umidade facilmente. Quando ele já está revestido há menos pontos para eliminação da umidade (somente as juntas), o que aumenta o seu tempo de secagem.

Se qualquer uma destas etapas não for respeitada, é provável que haja problemas de manchas de umidade antes da entrega da obra. É importante contar com mão de obra especializada e produtos de qualidade. A Gail, a fim de atender as mais diversas exigências de projetos únicos, conta com um portfólio de produtos destinados ao assentamento e rejuntamento da obra. Saiba mais!

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.