Ambientes Externos

Dicas para reformas em paredes internas

reforma de paredes em áreas internas requer programação e planejamento. Problemas como trincas, infiltrações, descolamento de peças e manchas por umidade, podem colocar em risco o empreendimento e as pessoas do local. Como já sabemos, esses problemas podem ser evitados nas etapas de execução da obra.

As manutenções são necessárias, seja em comércios, indústrias ou residências. Por isso, no artigo desta semana, confira algumas orientações para reformar de maneira correta as paredes internas, e claro, como evitar futuras manutenções.

Vamos lá?

Paredes antigas revestidas com placas cerâmicas:

É importante realizar a remoção completa do revestimento antigo, até que seja alcançada a superfície do emboço. Avalie a qualidade e integridade deste emboço através de ensaios de arrancamento. No caso de emboço frágil, pulverulento, não coeso, é necessário removê-lo totalmente e refazê-lo conforme as normas técnicas vigentes.

Paredes antigas pintadas: 

No caso de paredes pintadas, as películas de tinta e massa deverão ser totalmente removidas com espátula e lixa n° 60 ou 80. Pode ser empregado ainda um removedor químico. Nos casos em que a camada de emboço estiver em boas condições de aderência, integridade e resistência mecânica, ela poderá ser mantida, observando-se, no entanto, as exigências quanto às juntas de movimentação. Caso contrário, é preciso fazer um novo emboço.

Sempre teste se o emboço está apto a receber o revestimento cerâmico, já que há um aumento na sobrecarga mecânica da parede quando se troca a pintura por revestimento cerâmico.

Contrate mão de obra especializada

Os trabalhos preliminares para revestir uma parede com placas cerâmicas, por exemplo, dependem do tipo de revestimento pré-existente na parede.Para restauros, contrate  um profissional ou consultor-projetista especializado, bem como equipe ou construtora com a necessária capacitação e competência técnica.

Não jogue dinheiro fora

Em casos de patologias, não improvise nos métodos, como criar alguma alguma solução rápida, que logo, trará problemas novamente. Pintar o espaço, mas não analisar a patologia existente na parede, pode fazer você perder tempo e dinheiro.

Planeje a paginação

Antes de iniciar o assentamento para o novo revestimento, verifique o esquadro e as dimensões do local a ser revestido para definição da disposição das placas cerâmicas, buscando reduzir o número de recortes e o seu melhor posicionamento.

Planeje a colocação das peças com relação à decoração destas, ao encaixe preciso dos desenhos, às diagonais e perpendiculares. No caso de assentamento de paisagens ou mosaicos, recomenda-se desenhar com giz as figuras a serem formadas, colocando entre as linhas desenhadas o formato e a cor das peças que fazem parte do desenho.

Cuidado com infiltrações

Em caso de penetração acidental de umidade no emboço (infiltração), deve-se esperar a secagem da base antes do assentamento das peças cerâmicas.

É fundamental a contratação de profissionais capacitados para a definição de projeto, execução e utilização de materiais, com análise de cada situação e das condições de uso e exposição.

A Gail presta serviço de atendimento ao cliente e assistência técnica, através dos quais esclarece dúvidas e dá informações técnicas adicionais para a obra, incluindo orientações para assentamento e rejuntamento, com indicação dos melhores produtos para cada caso e como utilizá-los. Todo esse cuidado faz total diferença na hora da sua reforma!

O que você achou das nossas dicas? Gostou? Deixe seu comentário.

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.