Ambientes Externos

Quais são os processos para o controle de qualidade na gestão de obras?

O controle de qualidade consiste em uma série de procedimentos utilizados para verificar, como o próprio nome sugere, a qualidade dos produtos e/ou serviços oferecidos ao mercado.

Essas metodologias podem ser aplicadas em qualquer ramo de atividade e o objetivo é o mesmo em todos eles, alcançar excelência naquilo que se propôs a fazer. Possivelmente a ferramenta mais famosa quando se trata de gestão da qualidade é o ciclo PDCA. 

Essa metodologia de apenas quatro passos engloba todas as etapas do projeto e sendo bem utilizada garante o sucesso no resultado final.

Vamos entender melhor seu funcionamento e como aplicá-lo na gestão de obra.

P (plan) = Planejar.

O sucesso da obra se inicia antes mesmo de sua execução. Para isso é fundamental que o planejamento seja feito criteriosamente, pois evita falhas nas etapas da obra e desperdício de tempo e principalmente de material. Da mesma forma o planejamento permite elaborar um cronograma preciso, estabelecendo os objetivos e definindo os meios para atingi-los.

Ter um bom planejamento é o primeiro passo para o sucesso da sua obra.

D (do) = Fazer ou executar.

Posteriormente ao planejamento temos a execução da obra. É quando tudo sai do papel e o projeto se torna ainda mais desafiador. Para evitar surpresas, fique atento a estes dois fatores:

  • Mão de Obra

Certifique-se de que a mão de obra seja qualificada e tenham a disposição as ferramentas adequadas para a execução do projeto. Isso otimiza os recursos e a produtividade dos executores. Além disso, atente para o comprometimento da equipe com o cronograma proposto.

  • Materiais

Na construção civil a qualidade dos materiais é determinante para garantir um projeto de excelência. Quesitos como segurança, conforto e resistência devem ser sempre levados em consideração na hora da escolha dos materiais. 

Vale atentar também para adequação dos materiais de acordo com as especificidades da obra. Por exemplo, se você está projetando um ambiente com intenso fluxo de pessoas você precisa de um revestimento que proporcione tal resistência.

A Gail é a líder nacional em revestimentos cerâmicos extrudados e possui soluções completas de alta performance para ambientes internos e externos.  Nossos esforços são voltados para a satisfação do cliente e durabilidade do material. Saiba mais sobre nossas coleções clicando aqui. Você ainda pode contar com nossa equipe de especialistas que dará apoio do inicio ao fim do seu projeto.

C (check) = Checar ou verificar.

Essa é a etapa de acompanhamento. É quando se garante que o planejado e o executado estão alinhados e correndo como deveriam. Oportunidade também para um olhar crítico buscando possíveis falhas no projeto e pontos de melhoria.

A (act ou adjust) = Agir de forma a corrigir erros ou falhas.

Nessa etapa deve-se retratar como serão aplicadas as ações corretivas aos problemas identificados na etapa anterior.

Lembre-se que essa é a última etapa, mas também é o recomeço do ciclo e você pode planejar novas estratégias para aprimorar ainda mais a gestão da obra.

Além do ciclo PDCA existem outras metodologias e ferramentas que podem te auxiliar nessa missão. O importante é que, fazendo uso dessas boas práticas de controle de qualidade em sua obra você ganha em agilidade e eficiência e alcançará um resultado final extremamente satisfatório.

Caso tenha vivência com gestão de obras e sistemas de controle de qualidade conte-nos sua experiência nos comentários abaixo. Agora, se o assunto ainda é novidade e quer se aprofundar um pouco mais, saiba qual é o papel do engenheiro na gestão de obras.

Além disso, é importante analisar a qualidade do produto em questão. Para isso, existem certificações específicas para revestimentos cerâmicos, que atestam a qualidade do material. Saiba mais em nosso artigo sobre fornecedores certificados.

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.